droga clara
 

GASTROL PASTILHA X 200

GASTROL 200 PASTILHAS
Ref: 4792

Fabricante:  HYPERMARCAS MED

R$ 112,55

Compre à vista por: R$ 112,55


Esgotado
QUANTIDADE:  
Indique este produto Avalie esse produto

Características do Produto:

 

 

 


  • Características do Produto
    Indicações: Gastrol Pastilhas está indicado como antiácido, no tratamento sintomático da hiperacidez gástrica e suas complicações e também na úlcera péptica. Uso oral. Uso adulto.

    Modo de usar: Recomenda-se a utilização de 1 a 2 pastilhas ao dia ou à critério médico. A dose máxima diária recomendada de 10 pastilhas não deve ser ultrapassada. Para esta dose, o período máximo de uso recomendado deste medicamento é de 2 semanas.

    Contraindicações: Contraindicado em pacientes que apresentem hipersensibilidade à qualquer um dos componentes da fórmula. Este medicamento é contraindicado nos estados edematosos (inchaço e retenção líquida), nas nefrites (inflamação nos rins), na alcalose (alteração nos fluidos corporais), na albuminúria (perda de proteínas pela urina) e nas anemias. A terapia com carbonato de cálcio é contraindicada em pacientes com hipercalcemia preexistente, hipercalciúria em pacientes com dieta pobre em fósforo, inclusive por hiperparatireoidismo (doença caracterizada pelo excesso de funcionamento das glândulas paratireoides, causando aumento do hormônio da paratireoide (PTH) e levando a sinais e sintomas decorrentes do aumento de cálcio no sangue (hipercalcemia), na urina (hipercalciúria) e da retirada de cálcio dos ossos (osteoporose e cistos ósseos)), em neoplasias ou sarcoidose (doença de causa desconhecida com diversos sintomas na pele e outros órgãos), em pacientes com doença renal ou desidratação, pelo risco de desenvolverem calcinose (acúmulo de cálcio em qualquer tecido mole). O hidróxido de alumínio e hidróxido de magnésio são contraindicados em pacientes com doença renal, incluindo insuficiência renal e insuficiência renal grave. Deve ser usado com cautela em pacientes com insuficiência renal leve a moderada, devido ao aumento do risco de hipermagnesemia e em pacientes idosos. O hidróxido de alumínio/hidróxido de magnésio não são recomendados para pacientes com colite ulcerativa, que pode ser agravada pelo efeito laxante do magnésio contido nos antiácidos. Hidróxido de alumínio/hidróxido de magnésio não são recomendados para pacientes que serão ou foram submetidos à colostomia, ileostomia, ou que apresentam diverticulite, uma vez que aumentam o risco de desenvolver um desequilíbrio eletrolítico. Este medicamento é contraindicado para uso por pacientes com insuficiência renal.

    Reações adversas: Retenção de líquidos ou diurese e desidratação, retenção de sódio, hipersecreção gástrica, rebote ácido (reincidência do incômodo), flatulência, distensão gástrica, soluços, refluxo gastroesofágico, dor abdominal, náuseas, vômitos, obstipação, obstrução do trato gastrointestinal ou diarreia, agravamento de hemorróidas ou fissuras anais (em pacientes com histórico de constipação), compactação fecal, eructação, hipercalcemia, cálculo renal e/ou alcalose metabólica em pacientes pré- dispostos, hipofosfatemia, fraqueza da musculatura e desenvolvimento de hipermagnesemia.

    Precauções: O hidróxido de magnésio, assim como outros sais de magnésio na presença de insuficiência renal, pode causar depressão do sistema nervoso central. O hidróxido de alumínio, na vigência de dietas hipofosforadas, pode provocar uma deficiência de fósforo. Este medicamento pode ser usado durante a gravidez, desde que sob prescrição médica. Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após seu término. Informar ao médico se está amamentando. Durante o tratamento, recomenda-se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas. O uso deste medicamento contendo carbonato de cálcio, hidróxido de alumínio e hidróxido de magnésio deve ser cuidadoso em pacientes com obstipação preexistente ou com histórico de impactação fecal, hemorroidas, obstrução gastrintestinal ou diminuição da motilidade gástrica; é possível que essas condições sejam agravadas, e esses pacientes possam desenvolver sepse, peritonite ou isquemia intestinal. Antiácidos contendo hidróxido de alumínio e hidróxido de magnésio, devem ser utilizados cuidadosamente em pacientes idosos e com dano renal leve a moderado (devido ao risco elevado de desenvolver hipermagnesemia e uma consequente toxicidade por magnésio), além de pacientes em dietas com restrição de sódio, pacientes com insuficiência cardíaca, edema ou doença hepática grave. Este medicamento deve ser usado com cautela em pacientes com diarreia crônica, pois a diarreia pode ser agravada pelo efeito laxante do magnésio, podendo aumentar o risco de hipofosfatemia, desenvolvimento este associado com o componente alumínio. Não foram realizados estudos em animais nem em mulheres grávidas sobre o uso deste medicamento. A prescrição deste medicamento depende da avaliação do risco/benefício para a paciente. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.
  • Informações Adicionais
    MS
    1.5584.0396-0011
    Classificação
    Ético
    Princípio Ativo
    Hidróxido De Alumínio + Hidróxido De Magnésio + Carbonato De Cálcio
    Classe Terapêutica
    Antiácidos

 

Minha Conta